Nigella sativa também conhecida como cominho negro. Esse não é o cominho mais comum usado como tempero (Cuminum cyminum), é uma variedade diferente que apresenta essas flores incríveis, di dversas cores.

 

Nativa da Ásia e do Mediterrâneo e muito comum no norte da África, possui muitas propriedades medicinais. Vem sendo usada há séculos como remédio natural e faz parte de muitas receitas da Ayurveda.

 

Evidências arqueológicas demonstraram que o cominho negro já era utilizado no antigo Egito e o óleo de suas sementes fo encontrado na tumba de Tutankhamon. Os egípcios só levavam para o túmulo aquilo que era mais valioso. O cominho negro era um dos ingredientes dos elixires da juventude da rainha Nefertiti.

 

Seu óleo é feito a partir das sementes prensadas a frio, sendo portanto uma mistura de óleo essencial e óleo graxo, como o de café por exemplo. Existem também muitas outras formas de beneficiamento e as sementes podem ser consumidas como tempero, em pó, adicionada a óleos medicados, fermentações e aonde mais a criatividade chegar.

 

Anti-inflamatória, beneficia a respiração e costuma ser utilizada para tratar problemas digestivos. Vem sendo pesquisado como um poderoso preventivo no tratamento de diversos tipos de câncer, além de ser um poderoso anti-fúngico e atuar como ativador da memória em casos de doenças neurodegenerativas.

 

Também tem resultados muito bons para mulheres em idades mais maduras, sobretudo aquelas que tenham entrado ou estão entrando na menopausa por ter efeitos extremamente antioxidantes que ajudam a prevenir a osteoporose e doenças metabólicas que podem aparecer em decorrência da menopausa.

 

Não recomendado para grávidas e lactantes. Pessoas com peles sensíveis e crianças não devem utilizar o óleo diretamente na pele.

 

* Texto e pesquisa autoral que não deve ser compartilhado sem os devidos créditos às autoras: Nat Muguet e Camila Grinsztejn

Cominho negro

R$ 10,00Preço
  • Nigella sativa